terça-feira, setembro 09, 2008

Verão 2008

Os meses de Verão foram equivalentes a muitos quilómetros de estrada e muitas passagens pelas rádios nacionais. A produção portuguesa, felizmente, esteve melhor que há dois anos atrás, quando André Sardet resolveu reciclar, em acústico, um antigo êxito seu que parecia perseguir-me por todo o lado. Que me perdoem os fãs, mas nunca consegui achar brilhante uma declaração de amor que dissesse «Eu não sei o que me aconteceu, foi feitiço o que é que me deu, para gostar tanto assim de alguém como tu…». Como tu? E o surpreendente é que muitos casais perdidamente apaixonados e felizes com os seus companheiros, não se cansavam de dizer isto um ao outro. «Como tu?» Quem é que o rapaz se julga?
Felizmente 2008 trouxe mais e melhores novidades na língua de Camões. Os Klepht, uma banda de Lisboa que jura a pés juntos ter começado a fazer música por mero acaso, conquistaram-me com uma letra simples, uma voz poderosa e uma balada que relembra os saudosos anos 90, para dançar abraçadinha ao primeiro amor, nas festas das quartas-feiras à tarde. O videoclip também é despretencioso, num hino às coisas muito boas da vida.
Rasgas-me a roupa sem qualquer pudor
Enquanto buscas o ar pela boca
Passeias o teu cheiro no meu corpo
Por entre os braços, misturo tudo
Após o prazer ficaremos mudos
Sem saber
Se é por uma noite…





Outra (muito agradável) surpresa deste Verão foi a junção de alguns ex-membros dos Ornatos Violeta e dos Blunder no projecto Perfume. Com sotaque do Norte, Rui Veloso deu uma mãozinha e, em conjunto, produziram Intervalo. Ninguém quer deixar uma história de amor a meio, sobretudo quando se acredita que ainda há tanto para dar e tantos momentos para ser feliz!
Não me deixes
Na história que não terminou
Não me deixes
No livro que eu não li
No filme que eu não vi
Na foto onde eu não entrei
Notícia do jornal
O quadro minimal
Sou eu.

1 Comments:

Blogger White said...

Não costumo estar muito atento ao desenvolvimento musical das diferentes estações,,,,, obrigado pela sugestão..

10:48 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home