quinta-feira, agosto 28, 2008

Encontraram-se na esquina do instante e cruzaram-se no intervalo de uma vida. Olharam, sentiram, disseram que não, depois disseram que sim. Ninguém deu por nada, tal a brevidade do momento. Coisas que acontecem em milhões de outras esquinas, espalhadas pelos intervalos de tantas outras vidas. Não há que atribuir importância ao assunto, tal a (in)vulgaridade da situação. No dia seguinte, a vida (a real, a que interessa, a visível) tem de continuar. É para isso que servem o trabalho, os jantares de família, as contas a pagar, os amigos, os sorrisos, as idas ao shopping. Para os manterem acordados e realistas. «Esquece lá isso». Tão fácil de dizer não é?

3 Comments:

Blogger pedro said...

Viva La Vida

3:31 da tarde  
Blogger White said...

Não, não podemos esquecer as esquinas da nossa vida,,,,, são as esquinas que nos fazem suspirar e sentir,,,, olhares cruzam-se de voltam-se a cruzar. Os olhos mudam e as esquinas também,,, os desejos continúam quase sempre os mesmos,,, os da descoberta de uma partilha.

A vida real pode esperar.

2:06 da manhã  
Blogger anDrEIA said...

Esquece lá isso é quase tão irritante como o "isso passa"...

12:05 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home